Páginas

sexta-feira, maio 06, 2011

Alguns detalhes

Foto: Hugo Miguel Marques

Toda loucura, quando canalizada para a arte, vira sensibilidade exacerbada. Mas, queria dizer a vocês que tenho entristecido pessoas e que nunca agi como estou agindo... Não tenho sido grosseira, mas tenho precisado tanto refletir sobre o meu novo ciclo que me tornei indisponível e intolerante para a dor do outro. Estou ressecada por dentro, não tenho o que dar agora, e quem sempre teve de mim os melhores frutos, fica magoado por esta ausência. Sou tão humana quanto vocês e , às vezes, preciso de porres homéricos pra sobre-viver. Ou de silêncios intactos. Ou de muita abstinência.

A única coisa que sei é que dias ensolarados virão. Mas enquanto eu sentir dor no peito, terei muito respeito por esta dor no peito, sem apegos, só por pura consciência de que a vida é cíclica e de que senti-la é a única forma de entender a dor alheia (matéria de poesia é isto também). E que eu tenho a ajuda de que preciso. Mas preciso sentir. Então, enquanto eu não arrumar minha casa de dentro, não escreverei aqui minha tristeza, minhas angústias: estas estão em mim, mas ainda não se organizaram em palavras.

Então, apenas respeitem meu processo. Eu adoraria escrever um texto por dia. Mas isto não depende de um estado emocional, mas de palavras que se oferecem.

P.S.: Que delícia de abraço vocês têm...não economizem qualquer manifestação de afeto.

Marla de Queiroz

29 comentários:

N. disse...

Lindo...
estou com esse sentimento dentro tmb!

é preciso senti-lo ne?
entao vamos la!!! vai passar!!!

beijos marla

Phelipe disse...

Como já foi dito... "O sofrimento é o intervalo entre duas felicidades..."

Mel/Horas... porque pra dor no peito nada melhor que doçura e tempo... Grande beijo do poetinha vagabundo que muito te admira.

Thais Fernandes disse...

A gente entende, você esta em um momento só seu, e sentir a dor com a alma aberta é a melhor forma de cura-la de maneira profunda, só assim não sobrará vestígios dela no futuro.
Te amamos.

Mariana Valle disse...

Eh isso aí, Marla. A vida eh cíclica mesmo e mais do que entender a tristeza alheia, só conhece a verdadeira alegria quem já chorou um dia, porque eh preciso sim sentir e entender a própria tristeza, senão você se torna uma eterna presa do que te faz mal, vira um animal, só instinto. Eh por isso que eu sinto, não minto, mas também penso, e, assim, eu me venço! Hummm... Será que convenço? Beijo grande!

Nessa disse...

Te respeito, te entendo e te espero.

Nessa disse...

@nessaregadas esse último ai fui eu! hehehe

Rô... disse...

oi Marla,

a luz do sol,
cura qualquer mal estar emocional,
e normaliza o humor,
desejo que todos os dias o seu coração,
seja inundado pela luz brilhante
e quentinha do sol...
espere por esse momento passar e eu
estarei esperando seu retorno,
cheia de saudades...

beijinhos

Priscila Rôde disse...

Receba o meu abraço bem apertado!

Um beijo, Querida!

Poliana Pereira disse...

Marla,

estaremos aguardando quanto tempo for necessário!!
enquanto isso, vou lendo os seus posts antigos

bjo

Maíra da Fonseca Ramos disse...

Já, já passa... E você ressurgirá renovada e com ainda mais poesia na alegria!

♪ Sil disse...

Marla,

Lindeza de menina, de alma.

A gente entende sim!
Eu tbm tenho meus ressecamentos aqui dentro, e como diz nossa querida Lya Luft: As vezes é preciso recolher-se.

Que você volte mais forte, mais lindaaaaaaa, porque você, como diz Elisa Lucinda, você é poema!

Um beijo!!!

Maria Bonita disse...

Ôh Marla! ão há nada mais intenso do que um acolhimento pra gente poder[re]nascer das cinzas!

'O poema é a cinza de Fênix que a alma de alguém transforma em sonho
e transforma em corpo e depois em luz(...)'
TUDO PASSA, ATÉ A UVA!
beijo nessa alma iluminada!

Princesa Franciny disse...

flor,

sabedoria é um dos perfumes do amor-próprio, do auto-respeito.

deixe a maré baixar, não se cobre, apenas deixe a maré baixar....

beijoca

...

Sérgio Gramático Jr disse...

Meu Deus do céu! Quanta facilidade para estabelecer palavras que se encaixem nos sentimentos. Estamos com saudades de você e de férias. Que tal?

Casal Gramático

Anônimo disse...

Podem ser até palavras clichês, mas são únicas porque neste momento são sentidas e ditas por mim. Eu compreendo exatamente o que você está passando, e o que tão bem exprimiu através daquele texto. Trata-se de ter para dar. E você tem, e tanto... Mas, as palavras se oferecem, abraçam você, tao linda e verdadeira poetisa!
Eu vou ficar torcendo para que nossas casas sejam arrumadas cuidadosamente, que possam acompanhar as estações e que a bonança seja trazida na manhã escolhida pela Vida. Eu te adoro, adoro o que vc escreve, sinto falta, mas compreendo de todo coração que as vezes, a melhor poesia que temos para dar e oferecer a nós mesmos, é o silêncio. O silênco de dentro. É este mar de palavras não ditas que um dia nos diz tudo de uma só vez...
Você é uma felizarda, de alma sensível... Só as mais delicadas presenças são capazes de sentir com tanta presença.
Abrace a sua dor, chore a sua tristeza mas não se esqueça de olhar pela janela, verá sempre o mundo a sua espera, e novos sorrisos a seu favor.
Você é VIDA, Marla de Queiroz...
[Fátima Perrone]

Anônimo disse...

100 PALAVRAS...

COM O PRAZER DA SAUDADE, COM A CERTEZA DE QUE A TEMPESTADE TAMBÉM TEM CORES... AINDA QUE DE ANGÚSTIAS...
NÃO HAVERIA MEDO SEM ENCONTRO...EM NOSSO ARQUIPÉLAGO DE ESPERAS

BRINDEMOS A SOLIDÃO

JR-MINEIRO

Anônimo disse...

Com certeza, quando as trincas do coração já tiverem desaparecido você ressurgirá grandiosa em palavras como sempre foi.
Você não tem que se preocupar com o que há de expectativa de todos nós.
Precisa sim é de restauração! E, nós que já fomos presenteados com tantas coisas lindas temos o dever de respeitar seu momento.
Esgote toda a dor. Nós esperamos o tempo que for necessário. Sem pressa!
Beijos

As Flores e Eu disse...

Adorei.
Sinta-se abraçada.
Beijos

*Livia* disse...

Marla,
Acredite que a chuva que destrói, é a mesma que prepara a terra para ser berço de novo. Novos sentimentos vão alorar em você, mais sadios. E as palavras, a poesia, vão renascer junto contigo.
O meu abraço, bem apertado.
Beijos

Anônimo disse...

Linda menina...somos apaixonados por vc...Conhecer Dilma Roussef? Não...um dia se tivesse oportunidade seria vc a escolhida!
Uma pessoa amável que transmite a energia boa a km...
Sentimos falta de suas palavras e temos certeza de que quando vierem seremos agraciados!

Mariana Rio CLARO/SP

Karine Melo disse...

Marla, você escreve divinamente, sou tua fã!

beijos.

Crisneive Silveira disse...

De onde sai amor para o mundo, para as pessoas, sai também um pouco de tristeza, solidão... E quem acostuma-se com flores desconhece a pedra, o seco. É normal. O importante é que a própria terra respeite o tempo da estação, da natureza.

Martha Helena disse...

Só para deixar "AQUELE" abraço solidário...estou no mesmo processo...mas acredite como eu que ele passa se a gente deixar passar, fluir...
Muita paz nesse momento.

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o Blog !
Deixo o meu aqui, caso queira dar uma olhada, seguir...;

www.bolgdoano.blogspot.com

Muito Obrigada, desde já !

Anônimo disse...

Não gosto de te "ver" assim... mas vai passar...Abraços...

Gell disse...

LIndo Blog estou te seguindo ameiii esse cantinho ok? parabéns!!

chic Gucci shirts disse...

nice place!

llq disse...

this is soooooooooooooooooooooooo gorgeousbridal jackets

Henrique Tenório - Maceió disse...

Nossa que lindo!!!...Sabemos q esses momento temos que abraça-los para sentir essa dor para que depois a mesma vire experiência de vida e poesias... parabéns pela artista das palavras que vc é. Agora tb tou no seu Blog, Abração Marla