Páginas

quarta-feira, maio 26, 2010

Uma Reflexão


Foto: Leonardo Rivello


Se, ao acordar, posso escolher uma roupa,

posso escolher também o sentimento

que vai vestir meu dia.

Se, no percurso, posso errar o caminho

posso também escolher a paisagem

que vai vestir meus olhos.

A mesma articulação que tenho para reclamar,

tenho para agradecer.

E, se posso me adornar com a alegria,

não é a tristeza que eu vou tecer.

Que hoje e sempre, seja mais UM BELO DIA!
*
*

Marla de Queiroz

P.S.: Esse poema foi escrito para o blog da Maria Filó.

P.S.2: Vi que muitos de vcs foram no blog da tal farsante e comentaram o que puderam...
Gente, não é assustador? Ela nem se deu ao trabalho de mudar uma coisa ou outra, até o post que escrevi sobre o dia do meu aniversário ela fez igual! Só faltava me convidar pra festa dela! rsrsrsrs....Há tempos alguém não me chocava assim...rsrsrsrsr

P.S.3: Amores, muito obrigada pelo apoio contra o plágio na internet. Eu jamais abandonaria vocês por causa de uma farsante. Esse lugar é minha casa, meu abrigo de paz, meu momento de muito aconchego onde a troca é sempre imensa, intensa e linda! Estou numa fase de muito trabalho, Graças(!), e tenho tido pouco tempo pra escrever aqui. Enquanto novos textos vão maturando, convido-os para lerem os arquivos, tem muita coisa por aí.Em breve voltarei com novas paisagens!Obrigada mil vezes.
Ah, tenho 4 exemplares do meu livro: marlegria@gmail.com
Há braços!

domingo, maio 23, 2010

Desânimo!

Amigos,

Tô ficando desanimada de escrever aqui....
Mais uma dessas meninas que plagiam há mais de um ano meu blog...
Que preguiça!

http://karlaworldblack.blogspot.com/

Será que não dá pra entender que é feio, desonesto e que é crime?

segunda-feira, maio 10, 2010

Sobre abismos


Foto: Sara Sa


Para Anaterra


Essa solidão abissal que habita agora no final de cada tarde tua, esse tempo derramado em conta-gotas, as lembranças tão vivazes de um passado intenso, um agora que só quer ser triste e oco. Tua angústia sussurrada pros amigos, o seu corpo a tremer sem agasalhos, a tristeza elegeu neste momento teu olhar pra ser a fonte dos orvalhos.

E parece que jamais serás a mesma e que nada mais terá sentido como antes, mas assim como é líquida essa tristeza, essas águas são dinâmicas e fluidas.Então deixa que as coisas se renovem, e que as perdas tenham mais de um sentido, que os vazios te ofereçam mais espaço, pra que a vida te compense com o impossível.E permita que a alegria se aproxime, e que traga mais calor para os teus dias, quando tudo nos parece um desolo, é possível ainda assim, ser poesia.

Seja forte, siga em frente, respire fundo, e perceba a importância de se ter braços vazios, pra que se possa ter espaço em si para abraçar o mundo.

*

*

Marla de Queiroz


P.S.: A Maria Filó fez uma homenagem linda ao meu blog no dia das mães.Obrigada!

P.S.2: Exemplares do meu livro (R$ 30,00 livro+ postagem) com dedicatória, mandar e-mail para marlegria@gmail.com

P.S.3: Participem de um projeto lindo! DOE PALAVRAS.

P.S.4: OBRIGADA sempre por todos os e-mails e presentes que vocês me enviam diariamente.Ás vezes eu demoro a responder, mais aos poucos eu vou respondendo.