Páginas

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Da intensidade

Foto: Maria Salvador


Que a minha intensidade não me impeça de respirar vezenquando, pois suspiro o tempo todo pra encontrar espaço nesse peito que já nem se cabe. Que essas explosões de vida, de beleza e dor me permitam ao menos, por alguns momentos, absorvê-las com tranqüilidade: para que eu consiga dormir sem ter de chorar ou gargalhar até a exaustão, pois sinto falta de apenas lacrimejar ou sorrir sem contrações, descontraída. Que a felicidade não me doa sempre e tanto, a ponto de assustar. Que haja alguma suavidade nos meus olhos diante do cotidiano e que eu não me emocione exageradamente com esta delicadeza. Que eu possa contemplar o mar sem que ele me afogue por completo. Que eu possa olhar o céu imenso e que isso não me aniquile por lucidez extrema. E que quando eu escrever um texto, ao ser publicado, assim, despido de qualquer revisão emocional, dotado apenas da intuição que me foi dada, que encontre a fonte precisa que agasalhe a palavra “palavra”. Que eu não viva só em caixa alta, com esses gritos que arranham silêncios e desgovernam melodias. Que eu saiba dizer sem que isso me machuque demais. Que eu saiba calar sem que isso me provoque uma tagarelice interna inquieta. Que eu possa saber dessa música apenas que ela se comunica com algo em mim, nada mais. Que eu possa morrer de amor e, ainda sim, ser discreta. Que eu possa sentir tristeza sem que ela se aposse de toda a minha alegria. E que, se um dia eu for abandonada pelo amor, não deixe que esse abandono seja para sempre uma companhia.
*
*
Marla de Queiroz

P.S.: Amores, "Flores de Dentro" com dedicatória: marlegria@gmail.com
R$ 30,00 com frete para o Brasil incluso. Tenho poucos exemplares!
Obrigada por tudo SEMPRE!

15 comentários:

Anônimo disse...

Amém!

Anaterra disse...

PQP!
Sem comentários!
MAR-LINDA OBRIGADA PELAS PALAVRAS!
Gosto da forma como elas ganham vida.. vida intensa! =)
Bjo

Anônimo disse...

Acabei de subir no face e escrevi..uma oração. entro aqui e leio um Amém!!!

só posso escrever : Amém Amém Amém...

te amo tanto...sua Borboleta Verde!!!

@FilhoMaconheiro disse...

Perfeito! Belissimas conclusoes.

Karem Modernell disse...

Tava sentindo falta dos teus textos... Sempre muito bom lê-los e saber que o que eu sinto pode ser escrito.
Lindo!
Bjks

Anônimo disse...

Hi, i just want to say hello to the community

Rener Melo disse...

"Que eu possa morrer de amor e, ainda sim, ser discreta." Amém!

Anônimo disse...

Amém amém amém, desejos de ano novo, que bom q vc voltou a escrever....

alter ego disse...

Quando leio o que você escreve, imagino cada músculo do seu coração contraindo junto com os músculos dos seus dedos... quando a frequência cardíaca aumenta, os dedos ficam mais rápidos... você transborda emoção... e me faz lembrar de uma frase de Nietzsche que eu tanto gosto: "não me roube a solidão sem antes me oferecer verdadeira companhia"...

Laércio Neto disse...

Intensidade sempre foi meu céu e meu inferno. Adorei esse tema e o transcorrer dele ao longo do texto, muito bom mesmo. É assim mesmo que enxergo a intensidade !
PARABÉNS !

nelson barroso disse...

uma poesia em prosa intensa..realista como quando quer o amor...
beijos!

Anônimo disse...

Nossa! Pensei em dizer que seria minha oração desde agora, mas vi que não seria nada original. De qualquer forma salvei aqui no meu pc e vou distribuir para meus amigos mais queridos. Intensidade é bom, ou melhor, inevitável, mas como tê-la a nosso favor? Olha, por hoje vc me tirou de uma solidão incrível pois faço esse exercício cotidianamente e veja...algumas pessoas acreditam nos berros, provocam....como se o "desespero" nos fizesse mais humanos e que com ele pudéssemos construir alguma coisa. Que ilusão...

Laércio Neto disse...

"E que, se um dia eu for abandonada pelo amor, não deixe que esse abandono seja para sempre uma companhia."

Que bela habilidade para escrita ! PARABÉNS !

Tica disse...

Lindo Lindo.
Beijos

Cássia disse...

Meu Deus!

qué qué isso????

Muito Perfeito!
Muitoooooooooo!

Bj