Páginas

segunda-feira, junho 22, 2009

Quando não poderia ser diferente

Foto: Gonçalo Martins


Não há decisões estabanadas, nenhuma história termina no dia em que ela realmente acaba. Há sempre um desvencilhamento anterior lento, sutil.(Como quando alguém percebe que gradualmente foi perdendo o apetite na hora em que costumava sentir mais fome).Não há aquilo que poderia ser feito de outro jeito. O aprendizado incluía as decepções e os acertos de ambos os lados.E, neste ínterim, os momentos de encontro: dos sonhos, solidões ou prantos.Não há dor que se amenize usando a força momentânea da raiva.Um coração machucado precisa de silêncio e colo, não de berrar aos quatro ventos sua falsa independência. Há ruídos que maculam o que deveria ser preservado.Há que haver gratidão pela lição que vem do que não pode ser mudado. Mas há sempre a possibilidade da transmutação.Numa desilusão, esteja atento: ninguém se perde de si mesmo porque foi abandonado. Por maior que seja a luz, não deixe que a sua sombra o encubra só porque um ciclo acabou sem explicações plausíveis.Há sempre alguma coisa nova por nascer e que precisa deste espaço.Há sempre uma história mais bonita adiante.Há sempre uma forma mais saudável de lidar com sua dor. E recriar o seu destino, tentar se harmonizar com as decisões do outro sem trazer para si as incompletudes dele, é uma forma bem mais interessante de sentir amor.
*
*
Marla de Queiroz

P.S.: Meu livro "Flores de Dentro" com dedicatória pelo e-mail: marlegria@gmail.com
Amores da minha vida, OBRIGADA! Tenho recebido os e-mails mais lindos que alguém poderia receber.Este texto é uma influência das várias conversas que tenho tido com pessoas que se abrem comigo, que me confiam coisas íntimas, lindas, dolorosas. Espero que ele se comunique com pelo menos um de vocês.TODA MINHA GRATIDÃO.

19 comentários:

borboleta verde!!! disse...

Amor!!!

Não poderia estar mais em sintonia...olha , tem frases que vc sabe, chorei ...

vc ilumina lindamente minhas clarezas...

te amo te amo te amo!!!!

amorseu!!!!

Amanda Proetti disse...

E você ainda tem dúvidas?

Amo você como só a poesia poderia expressar!

Muito sucesso e amor... sempre!

Gustavo Jaime disse...

Maravilhoso. Sabes mesmo ler as pessoas e as situações. Em cada linha há uma beleza sutil e pura, Marla. Sem palavras próprias pra descrever como conseguiste ir fundo (nesse texto e em tantos outros) na minha alma...

"Por maior que seja a luz, não deixe que a sua sombra o encubra só porque um ciclo acabou sem explicações plausíveis. Há sempre alguma coisa nova por nascer e que precisa deste espaço"

Anônimo disse...

Ei, bonita!
Vc não desiste de ser tão marlavilhosamente única,né?
Além de linda essa poesia toda é maldade...Vc sabe que eu acabao com essa oscilação se vc deixar!

Lari'Lissa Aisha disse...

Seu texto 'e perfeito. Venho como uma capa e me vestiu de uma verdade, e nem foi dita de maneira que me magoasse. Tenho recebidos verdades de mareira grosseira, eu me sinto tao bem todas as vezes que passo por aqui.

Pois bem, 'e assim neh? Deixemos que o tempo cure. E retiremos forcas dos colos alheios.
Esse texto falou tanto comigo, pq gritar no fim de um relacionamento nao 'e pra mim, eu sempre escuto, digo poucos coisas, porem continuo a sonhar. Imagino agora que o que falta em mim 'e um abraco com sinceridade. Os famosos :
- vai passar.
- Eu ja passei por isso.
So pra deixar com cara de comum, o que a gnt julga ser tao unico, sofrer de amor.

Um bjo
Lissa

Clauky Boom disse...

e essas palavras falaram muito comigo ;-)

"Há sempre alguma coisa nova por nascer e que precisa deste espaço"

incompletudes não devem ser arrematadas por nenhum valor. elas são pessoais e intransferíveis

parabéns por ser linda flor

bjos

clauky boom

Anônimo disse...

Olá! A Thais Amormino me apresentou sua obra e já sou fã! Combina muito comigo, com nós, mulheres intensas!

Parabéns!

Caroline Darrieux

Paixão, M. disse...

Ah, nossas agruras e delícias comuns :) Você se comunica sim, com todos nós, Marlinda. Abri um sorriso largo e conivente aqui lendo seu texto maravilhoso =)

Ainda vou ao Rio prumas prosas!

Muito obrigada pelo envio do livro, tou esperando ansiosa :)

beijão!

Bia ;* disse...

nossa, como posso me identificar tanto ?!
tudo que você escreve é maravilhoso !!

adoro passar por aqui :]

beijoos

Mamello disse...

"Há sempre uma história mais bonita adiante."

A mais pura verdade.

Beijo querida!

Luise Costa Lima disse...

Amei, perfeito!
Quando estamos assim, tão em metade, é que aprendemos mais. Mas como é grande a solidão de se consertar sozinho. De refazer um pedaço de si, como se possuíssemos o dom, instalado na carne.

Vou seguindo nesse momento...

Um abraço grande!

Lu

Paulo Viggu disse...

Recrio violões antigos.Há um choro em mim. Há uma caixa de lenços pra limpar saudades. Há um olhar que passeio entre urgências literárias. É sempre este processo de TRANS"FLOR"MAÇÃO. Há um barco ancorado no rio, doido pra chegar no mar. beijo - Paulo Viggu

Anônimo disse...

Marlinda....

Seus textos me fazem "BabarLitros"..

Sem medo de errar..Vc é perfeita !!!

Beijo de-Lume :)

Sabi disse...

Identificação plena!!!
A cada dia novas explicaçõess em pequenas frasesss...

Sou viciadaaa...adoro pssar por aqui!!!

Obrigada!!!

;)

Marilia disse...

SEmpre uma palavra amiga!

APrendo tanto tanto !!!

TOda Poesia!

beijos

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog e desejar boa tarde
bjs

aguardo sua visita :)

Eliz Pessoa disse...

Minha querida, suas palavras sempre nos dizem muitas coisas, na hora em que precisamos delas... Grande beijo meu, eliz

Lu Villela disse...

Amei seu blog, Rogério que me apresentou!
Parabéns pelo seu talento!!
Não consigo parar de ler os posts antigos... rs
Gde bj,

Sandra disse...

Oi Meus Amor. Que ler sobre tantas alegrias a serem organizadas... Acabei de ler o texto "quando não poderia ser diferente" ou algo parecido, menina, já esqueci o nome de texto...mas o que tenho a dizer é que como sempre, sem nenhuma novidade até aqui, você me tocou profundamente. parecia um texto sobre minha relação co Joaquim....Foi possível fazer paralelos...ah!!! O coração dói. E ainda creio e luto por um futuro melhor... pra ele. E pro João. Quero que manbos tenham amigos como você. Te amo. Sinto sua falta.