Páginas

sexta-feira, junho 12, 2009

COR-RENTE-TESA


Foto: Bruno Abreu


Ele está em mim
No que sei e no que desconheço
Na palavra que amo, na poesia que esqueço
Num desvario de planos
Num poeminho que teço
Ele está em mim
no que sigo,
no que sou,
no que digo
e onde vou.

Ele está em mim
No que calo e no que faço
Na tarde vazia, na noite que abraço
Na sucessão de enganos
E na certeza de aço
Ele está em mim
no que consigo
no que desisto
no que recrio
no que insisto.

Ele está em mim
Na melodia que ouço
Na ventania que ouso
Num esmiuçar de sonhos
Quando vôo e quando pouso.
Ele está em mim
Com violência e delicadeza
Com paciência e aspereza

Ele está comigo

Na insistência de um mergulho na beleza

mesmo quando sei:

Perigo, correnteza!
*
*
Marla de Queiroz

P.S.: Sejamos urgentes para o amor!Meus livros com dedicatória: marlegria@gmail.com
Não esqueçam de votar no selinho ao lado! Obrigada sempre!

10 comentários:

Xandy Britto disse...

Na melodia que ouço
Na ventania que ouso
Num esmiuçar de sonhos
Quando vôo e quando pouso.

Isso... e...

COR-RENTE-TESA

E digno de Pablo Neruda, Mário Quintana, Fernando Pessoa, Manoel de Barros, Elisa Lucinda, Caio Soh [ ainda anônimo ] e outros poetas que eu leio e releio, sem conhecer, pois se tornam colegas de trabalho.

Realmente... João me disse, trocamos idéias, papos, você não me deu muita bola, fiquei meio acanhado mas decidi apostar em te ler. E te digo:

Só me fez bem além de me dar asas para deixar as letras sairem de mim sem destino, sem pensar em nada e ligar o foda-se literalmente.

Ganhou um fã. Se quiser, terás um amigo. Se preferir ainda, um amigo próximo dialogando sobre arte e versos.

Marla transforma, ela tem o dom das palavras.

Deixo aqui todo o meu carinho e amizade.

Tô começando, sei disso. Mas um dia chego lá. Torça por mim porque torcerei demais a cada sucesso seu.

Grande beijo,

Xandy Britto

Julieta Abiusi disse...

Imaginei sua poesia sendo recitada dentro de uma sala de espelhos onde, ao invés da nossa imagem, a que a gente vê é a do outro.
Dependendo de quanto isso inquiete podem valer à pena ou não os 7 anos de azar...
Beijo grande!

Lindo Laço disse...

Eu sempre te leio. As vezes meio receosa de comentar, mas hoje foi inevitável. O poema pra ler e conseqüentemente sentir o que ele diz, pra ver a forma dele e continuar sentindo o que ele diz através das palavras e da forma, um poema pra sentir o cheiro nas palavras. Um dos meus prediletos. Pareceu-me estar mesmo numa correnteza, eu gostei tanto dela. ^^. Parabéns.

geo. disse...

e é esse perigo que tem me dado a vontade de estar sempre com ele, mesmo sem ele.

olha marla, te digo com toda a propriedado do mundo, não há nada mais belo e alegre para uma segunda de manhã do que quando você le no verso alheio as suas próprias verdades. já te falei e vou insistir, li o texto abaixo e me sinto tão "codificada", que não só me faz pensar, como seguir em paz.

beijos

Renata disse...

Cara Marla,

Li um de seus textos no blog de uma amiga (Glads, www.donaxicosa.blogspot.com) e pedi autorização a ela para colocar o texto em meu blog (http://usinadelinguas.blogspot.com). Ele me indicou seu blog e realmente é maravilhoso!!! Parabéns!

Renata

Luise Costa Lima disse...

Marlinha, passa para ver o meu último texto, o que escrevi hoje, quando puder. Acho que você vai gostar..

A a sua correnteza continua nos trazendo coisas lindas.

Um grande abraço.

camila disse...

lindo, lindo, lindo... tem cara de bossa.

Rayanne disse...

Quando prosa
ou quando versa
sempre deixa
essa sensação
deliciosa.

Linda.

**Estrelas**

Demetrio disse...

Nossa, que achado!!!
Estou maravilhado com tudo o que vc escreve!
N~´ao sou bom com as palavras sabe... infelizmente....
E tudo o que leio, me identifico tanto!
Obrigado por tudo o que escreve!

Aleksandra carvalho disse...

COR-RENTE-TESA

Magnífico....
Como assim, eu nada escrevi, mas sou eu ali, em cada ponto, vírgula e sentimento...

Pronto, minha irmã de alma...de letras, mesmo sem eu saber escrever, porém amada Marla, sei sentir...e vc, vc é a palavra que define o que sinto, o que sentimos...porque somos muitos!!!

Que Deus te abençoe por isso!!