Páginas

quinta-feira, agosto 14, 2008

Da saudade

Foto:Alberto Viana d´Almeida

Guardei tanto tempo essa saudade que o coração intranqüilo precisou telefonar para dizer do tempo: que dias tão azuis, meu deus... Em dias tão nublados. A falta de assunto na ponta da língua.Meus nervos de água.E o meu coração intranqüilo falou de outro tempo quando só queria saber:
Como era mesmo que você me olhava quando a gente ainda se via?

*

*

Marla de Queiroz

15 comentários:

Camilinha disse...

a saudade pode afetar a memória... há de se ter cuidado!


beijos daqui...

Mr. Ziggy disse...

Concordo com a Camilinha que foi parar na Dinamarca. Hahaha! Bom, esse teu jeito de falar de saudades e reticências obnubilantes. Beijo!

Ni ... disse...

Primeira vez que visito seu cantinho e me declaro absolutamente encantada!!
Parabéns!!

Beijo e mais beijos...

Mamello disse...

Com o tempo a gente aprende que a saudade é amiga, e que ela sempre vem pra acalentar o coração de um bem perdido.
Belíssimo,
Marlinda!

cesar disse...

Delicia seus textos, de ler e ficar encantado. De acordar..

Filipe Garcia disse...

Lindo isso, Marla. Tão triste perder o perfume daquilo que já passou. Às vezes o coração fica na ânsia de resgatar alguns sentimentos perdidos ou algumas memórias de tempos bons, mas parte disso se perde em ruínas. Bom que podemos eternizar tudo isso em versos.

Beijo.

taís monteiro disse...

:) se ver não é realmente se olhar, se é que você me entende.
gostei muito.

A czarina das quinquilharias disse...

maravilhosa, como sempre :)

Gustavo Jaime disse...

Marla, há muito que já visito o espaço e não lembro mesmo se já escrevi te parabenizando. Como a repetição é melhor que a omissão, então aqui estou pra falar o quanto gosto do que escreve e o quanto cada palavra ser escolhida a dedo, com sensibilidade e sabedoria. Sou assíduo e este é um dos melhores blogs que conheço. Tudo de bom e sucesso. Beijos!

JoSeLiCiOuS* disse...

Nossa...
Lindo texto =D

Também me faço essa pergunta,engraçado que tenho medo de ouvir a resposta!

;)

rio daqui disse...

A dona daqui tem nervos d`água. É por isso que o meu rio tem uma pedra só dela. Minhas águas refletem saudade. Paulo Viggu/Rio daqui

Cris (precisotantoaproveitarvoce.zip.net) disse...

"A falta de assunto na ponta da língua. Meus nervos de água."

Ah Marla, já nem sei o que dizer de tuas palavras, e se "a poesia acontece quando as palavras se abraçam..." só posso dizer que vc. as abraça com todo o cuidado... é lindo!

Um beijo

P.S. Tomei a liberdade de citar uma frase tua lá no meu blog, espero que não se importe

Cláudia disse...

Que linda!!!
Saudade Dô'C. Beijos

Chá de Fita disse...

"...saudades de quando o tempo passava..."
gostei daqui voltarei mais vezes
good vibes 4us

free-way disse...

saudade mata