Páginas

quinta-feira, maio 15, 2008

" Coisas que só um coração pode entender..."


Foto:Ricardo Costa


Eu transito pela vida, antes doida que doída:
tão sem dono, tão sem rumo, tão sem memória.
Entro em becos, bares, corações.
Saio intacta, sem impacto, saio rápido.
Quem desenha meus caminhos são meus passos.
Quem desenha meus amores são as minhas conveniências.
Eu transito pelas ruas, toda em cores;
toda força, toda vulva, toda contradições, toda em carne viva.
Mas escrevo meus amores: antes doida que doída.

*
Marla de Queiroz

8 comentários:

Pensamentos soltos disse...

Olá!
Lindooo, lindooo. Gosto muito de te ler, as palavras têm sabor! Um beijão grande no coração!

"antes doida que doída"

Cristiane B.

Camilinha disse...

com certeza, querida!!!

um dia também já me senti doída... prefiro a doida, mesmo... bem melhor...

"O desconforto do tempo que não pára.

Do sol que se põe.

Da noite que vem.

Da solidão que chega.

Da vida nua e crua.

Dessa dor que não passa.."
em reticências...


beijos daqui...

Dani Santos disse...

Olá, Marla... gostei muito das suas poesias... traduzem de uma forma muita aguda a dor, a angústia... vou lincar o seu blog nos meus favoritos.
Abraço
dani

rio daqui disse...

Calcule a saudade. Desço bambo por seus versos. Meu coração esfarrapado ainda tem a sede de brincar, pintar palavras, mas você aprendeu tudo da arte de transFLORmar. Beijo e saudade

Jacinta disse...

Uau,
e fazer os próprios passos, caminhando: "antes doida que doída".
Muito bom. Parabéns

Paula Calixto disse...

"toda força, toda vulva, toda contradições, toda em carne viva.
Mas escrevo meus amores: antes doida que doída."

Amém. Antes viva que inóspita na Vida. [risos]

Beijos.

Camilinha Moura disse...

"...Eu transito pelas ruas, toda em cores."
Com todas as cores...sem dores.
Lindo sempre.
sempre lindo.
Tu transmiti mt intensidade.
adoro ler.


bjs!
=D

Marlinda!

Lid =) disse...

Lindo!
Seus textos são incrivelmente lindos!
Amo-te-ler...