Páginas

segunda-feira, agosto 20, 2007

O Inusitado


Foto: Maria Flores
E lá estava ele naquela noite, na mesma festa, encostado na espera de alguém, de alguma coisa.Não havíamos combinado aquele encontro, portanto, eu seria o inusitado.E lá estava ele, sem saber o que fazer com as mãos desde que parou de fumar.Parecia nem notar que todos se divertiam, os olhos baixos sem observar.Não pude identificar se sua expressão era de indiferença ou tristeza, talvez nostalgia de qualquer época em que sentia mais disposição pras coisas mundanas.Era ele ali, deslocado, encostado na insistência de querer ser o que já não era.De qualquer forma, estava ali, no canto, disponível e mortal. E eu que não tinha mais qualquer apego àquela história, poderia surgir como uma breve alegria, dessas que passam a noite em claro com alguém só pra dar um fôlego novo pra retomada da realidade.
(Sei que observei tanto, que alguma coisa trouxe o olhar dele pra mim. Sorri, ele também).

E lá estávamos nós, na mesma casa: tantas palavras derramadas nos ouvidos, na língua. Os dedos dele escutando meus seios taquicardíacos.E ele sabendo o que fazer com as mãos desde que parou de fumar. Os olhos firmes, dentro dos meus. Era ele sendo o que estava, alguém disponível e mortal.Pude identificar a expressão de desejo. Meus quadris encaixados em suas coxas, escalando seu corpo lentamente, adiando o ápice, fazendo suspenses tolos. E lá estávamos nós: dedos e línguas, sonhos e poros, sussurros e supiros, suor e saudade, pulsação em todas as partes. Então, finalmente, o ápice. E o vinho que estava na taça e depois no umbigo,agora no sofá.Uma mancha que arrancaria um risinho cúmplice e safado quando fosse notada no dia seguinte depois que a alegria já tivesse ido embora...

E lá estava eu: “a alegria” virando a esquina num dia de tanto sol.
*
*
Marla de Queiroz


14 comentários:

Lubi disse...

Linda, linda. Você inteira.

Um beijo.

Clóvis disse...

Sol que reluziu aqui...
Estes seus detalhes cheios de tudo, a nos arrebatar.


Sempre encantadora, Dona Marla.



Meu beijo.

paulo vigu disse...

ele.ela.a casa. a descombinação. mãos que não fumam mais e olhos saindo de espelhos dessas paredes. Ouço "Still" - Macy Gray e deixo o videoclipe de Marla de Queiroz rolar. "E aqui estou eu: "a saudade" virando a cabeça num dia agosto. Beijo rio-mar/Paulo Vigu

Luiza Lisboa disse...

Nossaaaaaa!
Vou sair por aí reparando as pessoas encostadas na parede pra ver se termino assim tb! kkkkkkkkk...
Bjos Mar-linda!

Geraldo Junior disse...

Estou encantado! Que complexa singeleza! Seguindo a deixa de Luiza, vou andar mais encostado nas paredes por aí, pra ver se sou encontrado por alguma poesia como você em uma noite de saudades.

Geraldo Junior disse...

Posso colcar um link seu em meu blog? Boa noite.

Rayanne disse...

Radiante.
E eu sempre com a impressão de conhecer essa história....
*rsrs* e o riso cúmplice.

Amo, linda. Te indiquei ao Blog 5 estrelas.

*Mas te mando muito mais que 5...ESTRELAS!!!*

mariana disse...

você é impressionantemente sempre linda! gosto demais.
um beijo e outro beijo.

André L. Soares disse...

MARLA DE QUEIROZ

Boa tarde!

Por favor, leia com atenção!

É com base no modelo ‘Blog Day – Cinco Estrelas’, evento de sucesso idealizado pela Elza, do blog ‘NADA POR MIM’, que nós, ANDRÉ L. SOARES (do blog GRITOS VERTICAIS ) e RITA COSTA (do blog ALMA DE POESIA ), na condição de ORGANIZADORES (não participantes), lançamos agora o “PRÊMIO CANETA DE OURO – POESIAS ‘IN BLOG’ 2007”, com o objetivo maior de eleger, conforme o voto dos próprios ‘bloggers’, o ‘MELHOR POETA’ e o ‘MELHOR POEMA’ de 2007, postado em idioma PORTUGUÊS.

Acreditando que o intercâmbio de conhecimentos decorrente da leitura diversificada é benéfico ao desenvolvimento da poesia como um todo, o PRÊMIO CANETA DE OURO – POESIAS ‘IN BLOG’ 2007 objetiva, também, estimular a leitura, bem como a maior integração entre os ‘bloggers’ que escrevem poemas em idioma PORTUGUÊS.

A participação é opcional e gratuita, não implicando em quaisquer tipos de ônus aos participantes.

Assim, dando início ao “PRÊMIO CANETA DE OURO – POESIAS ‘IN BLOG’ 2007”, nós, André L. Soares e Rita Costa, Organizadores deste evento, indicamos o seu poema intitulado ‘CLAVE DE SOL-RISO’ [ http://doidademarluquices.blogspot.com/2007/07/clave-de-sol-riso.html ], postado em seu blog em 23.julho.2007, para ‘Concorrente Inaugural’, juntamente com mais outros 29 poemas. Por favor, leia com atenção as regras do concurso em: AQUI.

Caso aceite, confirme sua participação pelo email: canetadeouropoesia2007@gmail.com, para que possamos lhe enviar o conjunto de ‘arquivos do participante’ (‘regras’, ‘banner’ e ‘caixa de texto’).

Participe e nos ajude a construir um dos maiores eventos literários da Internet.
Gratos por sua atenção!


ANDRÉ L. SOARES e RITA COSTA.
Organizadores.
.
.
.

diovvani mendonça disse...

Estou na área, morena, se derrubar levanto, faço gol e vou sorrindo pru ^~^Abraço~^~

arteimitavida disse...

A Elenita fala tanto em vc que fiquei curiosa e vim aqui dá uma passeadinha...

Que texto lindo, Adorei... Eles sempre sabem o que fazer quando apagam o cigarro...

bjus

Izah. disse...

Caraca, voce escreve tao beem! *-*

Francisco Junior disse...

Estou fascinado com seus textos.

Beijos poetisa.

Anônimo disse...

E por falar em sol! use os elementos de acordo VC queira;manipuleos,nao se deixe ser manipulada,So vc tem esse don,vc sabe disso,tem que acreditar. H2O.ate o proximo SOL.