Páginas

quarta-feira, agosto 15, 2007

Flores de Inverno, em verso.



O sol se pôs dentro dos nossos copos de cerveja.Espalhados sobre o mar, os últimos raios dourados: líquidos, dançantes...o resto da água cor de chumbo, mercúrio de termômetro como quando a gente era criança e estava febril.E eu o vejo tão bonito agora, com a saudade engatilhada no fundo dos olhos pra sentir quando eu deixar pra trás nenhuma promessa.
(Poderíamos falar por horas sobre tudo que nos atraiu, mas nosso silêncio sorria).
O céu azul,o vento frio, flores de inverno.Ele me agasalhou num abraço.
(Não fomos feitos um para o outro, é fato, mas talvez valha a pena nos refazermos).
Tudo que sabemos sobre nós foi descoberto pelos nossos corpos.
(Às vezes, o que parece ser uma superficialidade tem belezas honestas e profundas que escapariam em longas conversas inúteis e bem articuladas).
Eu sei que quando ele me toca, minhas retinas se enchem de saliva. Como quando uma boca quer.
E dizer é tão pouco perto de.

( E esse prazer que, de tão imenso, consegue doer em mim. Porque vai além de todas as expectativas do meu desejo que já era grande: o corpo não agüenta certas surpresas quando ele está tão cansado de não ter nenhuma ...Inda bem que a gente se adapta a tudo, em Búzios...;-)

*

*

Marla de Queiroz

11 comentários:

Anônimo disse...

que lindo...
Búzios? Estava pensando em ir pra lá em breve. Depois da poesia, vou me antecipar : )!
beijos,
Mariana

Carol Montone disse...

Silêncio que sorri...retina que saliva...que delícia de texto...
que vontade de comer você menina...parabéns Marla! Consegue traduzir-se e muito mais que isso falar da mulher em cada uma de tuas letras...eu tb estou aí e sinto tudo isso por alguém...muitos beijos de admiração e carinho
Carol Montone

Rayanne disse...

ÔmeuDeusdoCéu....

Como pode boniteza tanta num sol-riso só???
Ai que saudade, Marlinda, dessa risada amanhecendo o dia!!!
Amo.

**Estrelas**

BeiJO JO disse...

"Eu sei que quando ele me toca, minhas retinas se enchem de saliva. Como quando uma boca quer.
E dizer é tão pouco perto de."

VOCê É DEMAIS!
FRÔ AMADA!!

paulo vigu disse...

Há um silêncio sorrindo, depois que corpos se descobrem. Quando belezas honestas cobrem o superficial é das melhores surpresas para personagens sensíveis. Vai lá pra eu sentir você. Riodaqui ~~~~~~ ao mar. beijo aí - Paulo Vigu

moacircaetano disse...

não acredito!
tatuaram sua poesia? gente, essa é a maior homenagem que alguém poderia receber! lindo isso, você merece!
beijos saudosos!

empty disse...

nossa, que linda a tattoo...
ela é mesmo herzog?
mesmo do werner...

adorei o título, os escritos, as imagens...
abraço.

Clóvis disse...

Eu fui o primeiro, o primeiro a ler, e a mergulhar no mar de Marla, ainda no esboço, ainda escolhendo as cores, as sutilezas, os decalques e o drinque.
Sempre tão orgulho de ti!
Sempre tão abismado com as belezas que surge deste seu pensar...


Amo.

Beijazuis.

empty disse...

ops...
errata: mesmo sobrenome do mestre werner herzog*.
abraço.

empty disse...

ah sim, postei umas fotos de búzios nos meus blogs e também no albúm do flickr, se quser dar uma olhada, fui em julho deste ano!

http://www.flickr.com/photos/brunozanchetta

Luíza disse...

Irremediável, te descreves bem.
Te encontrei, por que te encontraram e me disseram que escrevíamos parecido. Concordo e discordo, como não podia ser diferente.
Transporta sensações e situações entre mundos de uma maneira que fora das letras não se poderia fazer.
E é por aí que tento me guiar. E acho que a "parecença", está mais nisso, do que em qualquer outra coisa: eu corro atrás do que alcanças.
Parabéns e obrigada pelos ótimos momentos que inconsciente tu me proporciona nesse blog.

Beijos.