Páginas

quinta-feira, julho 19, 2007

Uma paisagem


Foto: CAV


No mirante do Leme um silêncio espreita a menina com o grito guardado nos olhos.À espera de trovões, nuvens se aninham ao norte, escuras e solidárias. O oceano berra a impossibilidade do mergulho, mas surfistas confiam na maternidade das águas. (Há tempos o sol deslizou pelas costas do morro e mordeu a isca do mar, feito peixe ingênuo).A areia sem pegadas, dia anoitecido, ventania arrastando histórias e páginas de algum livro. E uma solidão tão exata.
O poeta dispensa a caneta pra contemplar. E, como quem se ilumina por uma alegria secreta e sem barulho, levanta da pedra e, súbito, segue à procura do Tempo que se desinteressou pelas horas.
(Agora, só um caderno abandonado completa a paisagem).

*

*

*

Marla de Queiroz
P.S.: Confiram essa BONITEZA!

9 comentários:

eliz pessoa disse...

Primeiro a imagem da byke sobre a areia, depois vem a poesia cheia mar, marla, maresias e marés.
Isso é vc.
Somos nós, fêmeas cheia de inspiração.
Um beijo e outras saudades.
eliz
elizpessoa.blogspot.com

Carol Montone disse...

Santo Deus....tudo exato, n�o apenas aquela solid�o...perfeito...."os surfistas acreditam na maternidade das �guas impr�prias ao mergulho"...e os poetas tamb�m ao que parece...
Parece que voc� olhou para mim o que n�o estava l� apra ver, mas senti...obrigada menina
beijos
Carol

Clóvis disse...

Marla é uma dessas escritoras que conseguem manter apenas um momento em sua trajetória: O MELHOR.


Que maravilha texto, sua bonita!
Filme mais lindo que eu vi agora em seus escritos...

Carolingüista disse...

Viu como vc é linda e cheia de luz?!
Adoro seus textos!
Fica triste não, tá bom?!
Muita luz pra ti!
;)

Moacy Cirne disse...

Um texto "poeticamente poético". E a foto é ótima. Beijos.

Jota Effe Esse disse...

É uma das belezas de nosso Rio de Janeiro encantando quem a contempla. Beijos.

Menina do suspiro disse...

Linda!!!

Jefferson de Souza disse...

Apreciar a paisagem... Gosto disso...

Gostei deste escrito.

Bjão!

david santos disse...

Estou solidário com o povo brasileiro neste momento tão TRÁGICO. A vida só nos permite dois termos: a felicidade ou a infelicidade. Desta vez, quem mandou foi a segunda. Que a vida continue feliz para os que ficam.

David Santos