Páginas

domingo, junho 03, 2007

Nú ar-dor


Foto: Maria Flores
Ainda arde na memória
a gérbera vermelho-língua:
germinando versos orgásticos,
desabrochando paixões,
e consumindo corpos
num mar de fogo.

Brisa de brasas
espalhando incêndios
pelas peles, pêlos, púbis.

Carnes exauridas pela febre,
fremem.
Pólvora.
Explosão.
Ruptura.
Cacos, caos e fim.

(Passos ágeis tropeçam agora
em pétalas de suor, sal e sangue.)


*




Marla de Queiroz

22 comentários:

Juliana Pestana disse...

Ainda entope na garganta os seus versos e vasa pelos olhos o brilho das suas palavras... e a temperatura...

Gisely disse...

VC É MUITO INTENSA
DEMAIS!
E EU ADORO ISSO! rs
Gy

Alê Namastê disse...

As palavras são lindas e a fotografia tem a "cara" do meu cantinho.
Beijos*

paulo vigu disse...

E esse vulcão na memória dá desejos na carne. A explosão.... Já a ruptura desses tempos passa da hora. Riodaqui aí com você.

Luiza Lisboa disse...

Nossa!!! Adoooro essa forma forte como vc escreve e depois completa com uma figura toooda delicada!
Mil bjos!!!

Mônica Montone disse...

Tudo combinou muito bem com a foto da grande Maria Flores [sempre uso fotos dela, essa, inclusive, está na lista para ser usada, rs*].

Ficou lindo!

beijos, linda

MM

A.S. disse...

Belo! Sensual! Intenso!...


Um beijo...

Cacau disse...

MARLA...

Forte...

Frágil...

Belo...

BELA!

Lubi disse...

Você me choca.
E como.
Toooda intensidade.

Um beijo.

Clóvis disse...

Arranhou a pele, palavras-tempestades fizeram chover brasas em gotas, suores.

-------poema mais quente desse frio doido pairando sob o Rio-----o verão por ora chegou aqui.


Depois as pétalas trouxeram frescor, e ficou mais bonito o tempo.


Beijo doce.

Freddy Charlson disse...

Trôpego,
tropeço em
teu
torpor.
Tonto,
tateio-te. À
toa.
Tu,
também,
tentas
tomar-me por
teu.
Trepamos.
Tentamos.
Triunfamos.
Tombamos.
Tesos, mas
tortos de prazer.
The End.

carolice disse...

Todos os sentidos aguçados, em cada verso. Lindo texto, parabéns!
Beijo.

Deborah Coy disse...

Lindo, parabéns!
Linda foto, também!

Carol Montone disse...

"a gérbera vermelho-língua"....ah Marla ...quanto mais te sinto mais te quero...adorei ...ficou lindo o poema...
beijos
Carol Montone

marilia disse...

Marla...ao ler seu perfil, só consigo enxergar o meu, que por sinal, tem muitas semelhanças.
andei lendo o que vc escreveu, e me tocou de forma muito pessoal.
prazer em conhecer....
sou meio tripolar, execcessivamente compulsiva e maluquices e manias não são previlégios meus... bjão, voltarei!

poeta matemático disse...

ui...

Calor, calor, calor

fabio jardim disse...

tsssssss...

david santos disse...

Olá, Marla!
Está tudo bom: foto e texto. Parabéns.
Bom fim-de-semana

o alquimista disse...

Saberás, que as palavras, soltas ditas ao triste e leviano acaso, são um rio de sal, desenganos, viagem que desagua em embaraço. Porque existem sempre palavras ditas, por toda a santa gente, doces, amargas, arrasadoras, em boca de quem muita vez mente.
Uma palavra solta da boca impura, é monstro que afugenta a luz, sortilégio de negro anjo, o lado mais escuro da lua que a alma seduz...


Bom domingo


Doce beijo

Antônio Alves disse...

Gosto desses poemas incendiários, Marla. A gradação da terceira estrofe foi maravilhosamente construída. E o final com a imagem de alguém caminhando em meio aos "destroços" é de uma fineza suprema. Adicionei-te ao meu canto. Há braços!


Antônio Alves
No Passeio Público
Postagens às quartas e domingos

Leandro Jardim disse...

excelente!

André L. Soares disse...

Bom dia! Excelente texto. Aliás, não apenas esse. O blog todo é de muito bom gosto e os textos são ótimos. Por enquanto li somente os últimos posts (até o 'mal-me-quis'), como faço sempre na primeira vez que visito um blog. Excelentes mesmo! Depois voltarei para ler mais. Estou dando um ‘passeio geral’ pelos blogs relacionados à literatura, principalmente poesia e prosa. Gostei muito do seu blog. Vou adicioná-lo ao meu blog, bem como favoritá-lo no ‘blogblogs’, para que possa visitá-lo mais vezes. Quando puder, visite também meu blog, no endereço: [ http://poemasdeandreluis.blogspot.com ]. Sinta-se à vontade... a casa é sua,... e, gostando,... por favor, também adicione meu blog e ao seu ‘blogblogs’, ‘techinorati’ etc. Vamos tentar ampliar a rede de intercâmbio artístico-cultural, influenciando-nos e aprendendo mutuamente. Grande abraço!