Páginas

sexta-feira, abril 13, 2007


Passou o dia pensativa juntando coragem na saliva até encorpar a voz.
Aproveitou o ápice da sua agonia e, num impulso, disse tudo numa sensação só:
“A partir de hoje, não sou mais tua mulher, decidi gostar de outro”.
No início ele riu da ousadia, mas o silêncio que ela fez em seguida preencheu
de sinceridade aquela novidade.
“Você ficou maluca, de onde tirou isso?”
“ É que você nunca gostou de mim no grosso mesmo do sentimento...sempre foi essa coisinha aguada e mal-cuidada,água parada esperando doenças...”
“ Mas ninguém decide que vai gostar de outro de repente e, simplesmente, começa a gostar!”
“ Ah, mas eu decidi...Ele vai realizar um sonho que tenho comigo desde menina:
ele disse que vai gostar de mim bem do jeitinho que eu gosto de você.
A diferença, é que eu sei merecer essas coisas...”
*
*
*
Marla de Queiroz

11 comentários:

Rayanne disse...

*ai.

Pontada fina assim, meu amor.
E todo o pensamento centrado assim,
querendo coisa boa.
Amo, amo.

***Estrelas iluminem!!***

eliz pessoa disse...

Nossa,quantas vezes nesta exitência essa vontade de cuspir verdades bateu na porta da minha língua...Muitas vezes faltou, que faltasse...
eliz

Cacau disse...

Doce Marla...

Que mistos de sentimentos provocas... nossa...
Forte e ao mesmo tempo frágil...
Despertas coragem e ao mesmo tempo uma imensa sensação de que precisas urgentemente de colo...

Estou aqui na torcida, viu?
E com os mais puros e fortes pensamentos voltados pra ti!

Bjs com carinho,
Cacau.

Leandro Jardim disse...

ai tão bonitriiiste isso!!!


pedida a despedida
restou de lírica
(e despida)
a ida


beiJardiiiiiins

Cecília Braga disse...

Airumã,
Certas coisas doídas, hoje.
Faz a gente amanhã-ser mais.
beijo na alma

Elenita disse...

Comecei a chorar... Eu não sei se eu sou aquela que não merece ou aquela que decidiu gostar de outro, eu só sei que o choro chegou...

Obrigada pela dádiva. Um beijo

paulo vigu disse...

É a pele crua suando ao dizer tudo isso assim. É o couro cru do sujeito jogado no sal. Ele que encorpe a voz também e entenda que se já não cabe é bom que mude. Riodaqui/beijo

Dani disse...

Puxa, Marla, tenho pensado muito sobre isso tudo que você disse aí. Difíceis essas decisões e difícil administrar toda essa doçura que a gente sente com pulso firme. Que tudo de melhor venha a vocês! Beijo

Juliana Pestana disse...

Acho que eu tô meio doída e textos assim me tocam mais...

..."A diferença, é que eu sei merecer essas coisas..."

Bjos meus.

Crys disse...

Coragem é pra poucos, mas o respeito pelos sentimentos, tem que ser de todos!De qualquer forma, é dor! Beijos querida

Cássia disse...

Assim como a Elenita, eu também chorei. Eu li lá no cantinho dela, depois vim aqui... e só então prestei atenção no título. Doeu de novo e assim eu chorei.

Posso colocar lá no meu canto?

Beijo com doçura.