Páginas

sábado, março 31, 2007

Panorâmica

Foto: Pedro n s Costa


Os passos suaves porque os caminhos são de delicadezas:
Na borda do dia,uma gaivota atravessa a retina do sol.
Calor de vento mudo, temeroso de árvores alvoroçadas.
Lua abarrotada, leitosa, amamentando estrelas-bebês.
A maré cheia de poemas do Drummond sentado, no meio do caminho.
Um casal deitando poesia na areia.
Uma flor arrancada enfeitando o asfalto.
(Uma nuvem preta sozinha não faz temporal).
E uma joaninha descrevendo a paisagem pro poeta.
*
*

*
Marla de Queiroz

16 comentários:

Ruberto disse...

A simplicidade como poesia do mundo....
Pequenas coisas que nao damos valor, ou nao paramos para apreciar....
E de repente, elas nos tocam, e nos retiram do nosso cotidiano, e percebemos que existe algo a mais, bem proximo, do nosso lado....
Texto magnifico com sempre......

Bjokas e otimo fds

Patrícia Rameiro disse...

porque tudo aqui é tão belo! porque tudo chama atenção e as letras dançam em um compasso perfeito de ritmos, e sons, e verso e rima e luz!

Aqui cheira a paixão e inconstancia [...]e gosto disso, há muito
.
.
.
Volto!

Patrícia disse...

www.amornomeio.blogspot.com



tinha esquecido

snifff


Xero

Patrícia disse...

www.amornomeio.blogspot.com



tinha esquecido

snifff


Xero

nelson disse...

Digo que é muito linda a alma que produz tais versos...beijos

Cacau disse...

Doce Marla...

Uma amada amiga minha estava conversando comigo aqui no virtual neste exato momento( mas ela não é minha amiga virtual, é bem presente e amada por mim) e comentou... estou aqui lendo aquele blog que vc me aprensentou... eu ainda não tinha vindo aqui hj... ela comentando comigo e tal... resolvi entrar... e me deparei com um poema lindo e com uma imagem linda de uma joaninha numa flor azul...
Detalhe... a joaninha é um síbolo nosso... meu e dessa minha amada amiga... num dos nossos momentos mais lindos uma joaninha apareceu... e depois passou a aparecer em outros momentos grandes.
Senti a força do universo... sentimos... e vc foi o instrumento!
Bom...
Só queria compartilhar contigo!

Tudo aqui tá cada vez mais lindo!

Mais uma vez... Obrigada!

Fique em paz!
Bjs com carinho,
Cacau.

paulo vigu disse...

Esses bichos de jardim ensinam a poeta, ajudam a poeta a tecer versos em passos de delicadeza. Riodaqui. água e beijo meu. Paulo Vigu

Mulher na Janela disse...

menina, vamos afundar essas nuvens e colher joaninhas nos poros...
a poesia aqui reina tão linda que volto volto volto....doida, doída, como só poesia é.

um beijo grande!

Cássio Amaral disse...

Muito bom Marla!
Mas estes aí embaixo são do caralho.
Sol & Chuva é demais!

Vou tungá-los depois se você deixar e publicar no meu blog.

Beijabraço e eflúvios positivos.


A lua tá insana, quando tá insana o Cão uiva no grito do inominável.

moacircaetano disse...

...e uma moça sorridente a tudo assiste, desenhando com as pontas dos dedos rabiscos na areia e felicidade em meus olhos!
Amo!

Kalina disse...

Quanta coisa linda!
De ler, imaginar e sentir!
Parabéns... Essa é a primeira de muitas visitas que farei!

Carol Montone disse...

Marla que lindo poema querida
Me identifico muito com teu blog, com vc...tb queria ter escrito teus ditos...grande beijo e obrigada sempre pelas visitas no céu...
Carol Montone
"Borda do dia...que delicadeza de sentir ...vejo em todas as suas rimas

Carol Montone disse...

Voltei para dizer que acabo de te colcoar nos meus favoritos para que meus amigos tenham chance de serem acariciados por tuas palavras
beijo
Carol Montone

Kiko disse...

Linda vc, também...

Cecília Braga disse...

"Os passos suaves porque os caminhos são de delicadezas".
Lindo por demais, Airumã.
Os pequenos milagres...olhos de fé na vida, acon-tecendo em todo lugar, e em tantas dimensões.
beijo na alma.

Leandro Jardim disse...

a poeta fotagrafa o belo com a mesma precisão que decora a fina estampa da joaninha!

beiJardins