Páginas

domingo, março 11, 2007

Brain Storm


Foto:João Viegas



Então eu fiquei segurando uma flor vermelha entre os dentes
pra desocupar os dedos e colorir uma frase com a cor toda.
Fiquei foi com o perfume na boca enquanto tamborilava no teclado
qualquer coisa assim, meio sem harmonia...
O sol que arregaçou o céu de azul deu uma trégua há pouco
pra destacar o colorido das borboletras...
(Esse é todo meu assunto de hoje).
Porque tem dia que o silêncio intercalando é como o céu que nubla
pra destacar o colorido das frases.

Vem, que tem beijo perfumado.

(Essa saudade trêmula).
*
*
*
Marla de Queiroz
*
*
*
*

5 comentários:

carolice disse...

e tem horas em que é preciso ouvir o silêncio pra ver (e deixar vir) o que há de mais bonito em nós.
belo texto. daqui eu quase posso versentircheirar a flor entre os dentes.
e belo presente, também.

moacircaetano disse...

fui lá!
e ameeeiiiii!!!!!!!!!!!!!!!
beijos, lindíssima!

Ruberto disse...

Mesmo quando as palavras nao fluem, ainda assim podemos dizer muitas coisas...
Como segurar uma flor entre os dentes simboliza a delicadeza de seu ser, misturado com a ternura da flor, a sensitividade do aroma da flor, e a sensualidade da liberdade do corpo....
Beijosss

diovvani mendonça disse...

Então vou ficar esperando o colorido virar letra, para depois se transformar em canção. Tô esperando, viu? AbraçoDasGerais.

E.T: Pô, gostei da sua música nova!

Juliana Pestana disse...

Pq tantas vezes o silêncio fala mais... tantas vezes ele colore as luzes aos nossos olhos.
E todo o seu assunto do dia já satisfaz. Todas as suas palavras líricas derramadas nessa cama clara e alva já satisfazem.