Páginas

segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Sofia De Lira ( a personagem )... ou véspera de um Carnaval.

Gustav Klimt
Ela certamente poderá ser encontrada dentro de um quadro de Klimt,
nos bares com um Bukowski, num filme do Almodòvar,
numa música do Chico Buarque...
Seu despudor faria corar de vergonha Hilda Hilst,
sua sexualidade exacerbada encabularia Simone de Beauvoir.
Todas as tardes ela contempla o dia morrer na beira de um lago
namorando Narciso, esperando Godot.
Ela é aquela cujo sobrenome é verbo.

(Pode ser que alguma coisa dela fique entranhada até doer em você).

17 comentários:

diovvani mendonça disse...

Acho que desconfio d´alguém com esse perfil - rsrs - cujo despudor faria corar de vergonha Hilda Hist ... Eh, o bicho vai pegar no carnaval? Talvez, pois ela também gosta de contemplar o dia morrer na beira de um lago e POETAR. MontanhosoAbraçoDasgerais.

marcos pardim disse...

eita porra de personagem com sobrenome mais do que apropriado... simbora, sofia, seu-meu-nosso destino é o pecado (rss...) 1 beijo

Cacau disse...

Doce Marla...

Humm... que personagem é essa?!...
Misteriosamente excitante!!!
Seria de sobrenome Excitar?!... rs... Lindo... tudo muito LINDO!!!
Fique em paz!
Bjs com carinho,
Cacau.

Rayanne disse...

Saudade dessa Marlavilha.
Esqueceu a estrelinha.
Agora só vive em sol-riso.

Amo, flor.
Muito, e a saudade tanta.

***Estrelas***

paulo vigu disse...

Klimt, Bukowski, Almodóvar, Chico, Hilda e Simone são seus anjos e demônios. Por isso a moça é assim: Narciso, Godot ou qualquer outro, não importa. Ela prega o verbo. Riodaqui leva o beijo agora. Paulo Vigu

Luzzsh disse...

...e tomara que se entranhe mesmo. A intensidade, em qualquer de suas formas, deve adentrar todas as frestas...

Gostei muito, Marla!

Beijos...

Múcio Góes disse...

um vulcão? um mulher. tem melhor?


o de sempre.

bjoMar!

Poeta Matemático disse...

Nossa...

Tomara que não a encontre por aí...

Chega de dor, chega de dor

Anônimo disse...

Até que um dia vc descobre que quer se espiritualizar além do que já é,que quer viver outras emoções que não sejam tão humanas e previsíveis...
Isso irrita, Marla!Vc tem o direito de acreditar no que quer que seja, mas ferir um coração assim, com tanta distância, não sei se faz parte do seu amor incondicional...ou dessa personagem que vc escolheu pra viver no carnaval! Espero, sinceramente, que a gente ainda se encontre e que eu já tenha aceitado o final!
O que me deixa indignado, é que parece que vc não acompanha os teus textos, pelos menos comigo!É que vc é impiedosa e cruel quando diz ADEUS!
Eu não sei se mereço ou se ainda não acredito.
Fique em paz.
Eu te...
mas,...........
FUI!!!

Leandro Jardim disse...

quando se encontra se vê quadro
se diverte imitando a boemia dos artistas que é
boa... e mia à vista
no campo mais quente da noite: uau como é sex!
mas haverá sempre tardes-mares-espelhos
e a espera por ondas
ou ventos que a façam voar
ouve:
houve que ela vai te marcar
até a manhã


hehehe... lido e lindo!
beiJardins

Leandro Jardim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Pestana disse...

E parece que a conheço mais do que deveria
E parece, ainda, que deu saudade do que não foi...

bjos meus.

moacircaetano disse...

que lindo, minha querida!!!!
beijo saudoso de um goiano apaixonado!

da gaveta disse...

(tomara, tomara)

Juliana disse...

Todas as vezes que passeio pelo seu blog, sinto-me suspensa, enebriada, envolta em brumas poéticas, que se dissipam quando aparece um sol-riso qualquer.
Parabéns, você escreve maravilhosamente bem!

Beijos,

Juliana Caribé.

remosaraiva disse...

Mulherzinha interessante essa daí!!

Gostei do que vi e li... vou linká-la e voltarei mais vezes!!


Beijos!!

REMO.

Anônimo disse...

Sim, mas ela se estivesse num bar com Bukowski, certamente acabaria estuprada num motelzinho barato de Los Angeles...