Páginas

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

A eternidade de um breve instante.

Foto: Pedro Moreira

E, subitamente,

a chuva se desinteressou pela noite.

Num descuido de nuvens,

sobre o mar,

as estrelas encharcadas foram

rasgando um caminho

e uma lua menininha nasceu com cara de choro.

*

*

*

Marla de Queiroz

14 comentários:

diovvani disse...

Mas ela há de sorrir.

Poeta Matemático disse...

Todas as meninas nascem assim: chorando...

Porém o dia chega em que elas vivem a vida, cantam um blues

E às vezes eu acho que a lua canta um blues pra mim, nas noites de agosto, quando não chove..

Cecília Braga disse...

"Quando estiverdes tristes, olhai novamente para dentro do vosso coração e vereis que na verdade estais a chorar por aquilo que foi a vossa alegria.
Alguns de vós dizeis, "A alegria é maior que a tristeza" e outros dirão "Não, a tristeza é maior".
Mas eu digo-vos que são inseparáveis.
Juntas vêm, e, quando uma se senta junto de vós lembrai-vos que a outra está a dormir na vossa cama".
Khalil Gibran
Essa lua meninha...hoje minguante, sabe-se nova, sempre nova. Assim crescente pela vida...e cheia. Cheia de amor.
Amor que mal cabe no peito...todo teu Airumã!
O calor do meu abraço!
beijo na alma!

Luabella disse...

A lua mesmo menininha e chorosa é mágica, não?

Bjus!

Múcio Góes disse...

lua qd chora, coração apavora.

amormaço!

luz!

bjsssss

paulo vigu disse...

Um amigo poeta me disse que as estrelas fecham os buracos do céu por onde saem as chuvas e as mesmas fazem jardim pra lua e pra menininhas que contemplam o azul, enquanto namoram. Lindo, hein!, dona Marla. Riodaqui solta o beijo na correnteza. Paulo Vigu

Leandro Jardim disse...

menina lua que nasce nova
esquece o frio da noite
e aquece o correr do Rio


poeminha lindão!!!

*tem filho nosso lá no meu blog!

beiJardinnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnns!

Ana Maria disse...

lindo poema marla e lindo nome também.
beleza como vocês brasileiros dizem.
jinhos.

htp//:ana-maria-costa.blogspot.com

Ju disse...

Ah, essa tua doçura me encanta.
Saudade.
Beijos

Sandra Regina de Souza disse...

Delicado como sempre... vc tem nas mãos a fórmula mais doce de escrever, moça!! Seus escritos me enchem os olhos e o coração!! Lindo, tá?!!! Beijos com muita saudade!!!

Clóvis disse...

Sensível e profundo, em poucas linhas uma história repleta de sensações nos toma num só gole.
Como sempre, belo!



Inté!

Clóvis disse...

Sensível e profundo, em poucas linhas uma história repleta de sensações nos toma num só gole.
Como sempre, belo!



Inté!

moacircaetano disse...

Menininha lua-cheia
com cara de choro
mas sorrisos à mão-cheia!

Será que em alguma Lua Nova
nosso encontro se renova?

Beijos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

diovvani mendonça disse...

Ela, ainda perdina em suas eternidades...
Cadê você morena?
AbraçoDasGerais.