Páginas

sexta-feira, janeiro 19, 2007

Aniversário do Doida de Marluquices


Foto:Rafaela

Hoje o meu blog completa 1 ano de idade e vou postar aqui o primeiro texto publicado nele.Fiz algumas alterações porque, à medida que fui amadurecendo a escrita, tudo o que escrevi anteriormente me pareceu tão tolo, quase detestável.
Eu tenho um carinho absurdo por este espaço, ele me proporcionou muitas das coisas mais preciosas que tenho hoje: amigos virtuais, amigos reais, inícios e redirecionamentos do fluxo dos sentimentos de relacionamentos afetivos, desabafos, homenagens, enfim,a matéria-prima dos meus textos.
Sem contar toda a troca que tenho com os leitores que vêm aqui e comentam, gostam ou não, e deixam um rastro, um bilhete, uma crítica, um elogio,um beijo. Tudo isso é incentivo pra continuar.Ainda o alívio de poder expor o que pulsa, dói, alaga, sangra, resseca, chove, floresce,brota morto ou semeia...Da delícia de brincar e poder experimentar as diversas possibilidades de (des)construção da palavra.
Então hoje eu reinauguro meu Ano-Novo (que não foi tão bom porque chovia fora e dentro).
Hoje eu vou abrir o dia com um SOL-riso...
Obrigada a vocês que fazem de mim uma pessoa cada vez melhor.

Segue abaixo o meu primeiro texto:

PORQUE EU NÃO GOSTO (MAIS) DE VOCÊ.

Porque você me fez dormir no melhor abraço noturno que alguém me deu e depois deixou meus braços órfãos.Tentou me convencer que estava tudo bem entre nós quando meu coração estava intranqüilo e parou de me ouvir em algum momento em que continuei falando, perdendo a parte mais importante da história.(E eu fiquei sozinha quando você ainda estava ao meu lado)...

Tirou o livro do meu colo pra deitar sua cabeça e absorveu do meu cafuné o melhor calor que havia em mim, mas não me devolveu a paz que eu encontrava na literatura.Visitou a minha casa, preencheu o lado esquerdo da minha cama e foi embora em algum momento sem se despedir, enchendo de palavras tristes a estrofe do meu poema incompleto.

Eu não gosto mais de você porque me fez dançar o bolero de Ravel e cantar com uma voz impecável o melhor jazz que já se ouviu mentalmente, me fez acreditar que os holofotes estavam todos voltados para mim e que você bastava como platéia, mas não me visitou no camarim quando decretou que o show havia terminado...Porque me arrancou a inspiração que eu não tinha, bolinando as palavras pra te escrever coisas doces e depois as esqueceu num canto qualquer do porta-luvas do seu carro quando inda havia um coração palpitando ali...

Eu não gosto mais de você porque me seduziu completa e absolutamente se fazendo deslumbrante quando não estava disponível afetivamente...

E me roubou a solidão, mas não me fez companhia...

*

Marla de Queiroz

20 comentários:

Cacau disse...

Doce Marla...

Parabéns por esse um ano de blog!
Quando vi que era um ano, apenas um ano, notei que tempo é realmente muito relativo... Você escreve com a sabedoria, com a dor, com a alegria, com a paz, com a inquietude, com o calor, com o frio, com a paixão, com a desilusão, com o amor de quem viveu séculos, de quem trás n'alma a sabedoria do ancião e a ingenuidade da criança!
Um ano mesmo? Só?... e tanto ao mesmo tempo pelo conteúdo...
Então... Ficarei eu aqui, lendo sempre, esperando os próximos muitos outros anos...
Até poder ir a uma livraria e comprar um livro seu!... e sentar-me em minha cadeira de leitura, fazer todo meu ritual particular pra começar a ler um grande livro!
Vida Longa ao Doida de Marluquices!
Fique em paz!
Bjs com carinho,
Cacau.

jordana disse...

Meu amor, parabéns! Que felicidade ter esse cantinho, q além de seu, é tão meu tb!!! Vc sabe o como amo vir aqui, o como me expando, me desaguo, me curo, me nutro, me acaricio, sou inspirada, vejo colorido... ai q delícia. Obrigada por me proporcionar isso (tb)!!!
TE AMO
Bijamores.

Poeta Matemático disse...

Um belo começo e com uma fantástica continuação...

Parabéns, vc é talentosa e nos brilha com seu estilo particular e potencialmente transformador...

Muitos dias de glória pra vc...

(Ah, eu tb te amo da minha forma, tá? Espero que o comentador de cima não fique com ciúmes)
rsrsrs

Samanta disse...

Realmente nem parece que se passou apenas um ano...
Tudo isso aqui foi uma das minhas melhores descobertas de 2006, parabéns Marla, você é fantástica!!

Suas palavras acalmam e inquietam a alma, o dia fica mais colorido..

Sua poesia é mágica!!!

Beijos e muita paz!!!!

Múcio Góes disse...

para
béns

para
nosso
bem


te amo, meu bem.


siga assim, sem fim.


bjoooo!

Leandro Jardim disse...

PARABÉNS!!!!

E quanta coisa boa já nasceu daqui!!!

beiJardins gratos demais pela existência disso tudo!!!

paulo vigu disse...

Eu gosto de Marla nas personagens que cria porque todas têm talento de se apresentar no misto que é a vida: 1 feliz aqui, 1 sofrer ali, mas um viver intenso nas palavras do "Doida..." Também tenho um grande carinho por este espaço, por isso assíduo leitor, encorajador, fã e amigo que, virtualmente, perambula pelas paisagens daqui, o que também me encoraja continua postando meus delírios no Rio Daqui~~~~~~~~. Hoje levo beijo, respeito e admiração. Salve Marla de Queiroz - Paulo Vigu

Márcia(clarinha) disse...

1 ano de palavras soltas que ventam poesias, parabéns!
Sou vizinha nova, quase intrusa nessa festa, mas me chama atenção tanta docilidade e meiguice sua que minha vontade [mesmo absurda] é dar um abraço e oferecer colo cheio de carinho.
felizes dias,Marlaflor
beijossssssss
Ops, belo texto e passado um tempinho tudo que escrevemos nos parece meio sem nexo mesmo,amadurecimento ou exigencia? rsss

Danilo W. disse...

Data especial merece um "derramamento" de cá, inédito até então, contrário à assiduidade de minhas leituras-alimento-consolo. Desejo-te pois inspiração pra continuar transformando palavra-bruta em semente e flor, boa sorte pra só colher daqui o lado bom do fruto e respostas concretas que te mostrem que o que "Jazz" aqui é infinito!!!
Celebremos!!!

Danilo W. disse...

Data especial merece um "derramamento" de cá, inédito até então, contrário à assiduidade de minhas leituras-alimento-consolo. Desejo-te pois inspiração pra continuar transformando palavra-bruta em semente e flor, boa sorte pra só colher daqui o lado bom do fruto e respostas concretas que te mostrem que o que "Jazz" aqui é infinito!!!
Celebremos!!!

Rayanne disse...

Linda,

Parabéns. Para o bem dos nossos olhos.
Alma. Marla de Queiroz, na sua dulcíssima
doidice, conquistou a todos nós.
Um presente esse espaço, que eu espero, breve,
derrame-se em páginas, porque você merece,
e o mundo ainda mais dos teus poemas de
brisa, tuas palavras que escolhem brechas
e permanecem dentro, suaves, como se nunca
tivessem pertencido a outro lugar.

Você completa equilíbrios.

E, tanta saudade sua, minha flor.
Porque acho que nunca conheci encanto tanto.
Como tú. Te amo.

***As estrelas maiores***

Flávio Otávio Ferreira disse...

nada melhor que o recomeço. olhar o passado e colher os bons frutos deste e, se reconstruir em uma nova caminhada... Belo texto! Parabéns!

Green Butterfly... disse...

Feliz Ano Novo....vida longa ao blog!!!

Tudo de mais meticulosamente lindo pra vc , meu amor....que este seu "dom" MARLAVILHOSO transceda das páginas virtuais para as reais e palpáveis...

Este ano sai o livro..uhuhuuhuhuhuhuhuuhuhuhuh

Amo-TE!!!

Beijocas da sua borboletinha verde cheia de saudade...

Menina Rosa disse...

Oiii...seu blog é demais da conta...
Bjinhu!

Clóvis disse...

Que bom que chegar num momento de recomeços, de reflexões e acertos.
Gostei bastante de suas palavras, sensíveis, profundas.
Me infiltrei nesta história, e recordei-me de uma canção antiga, a qual eu traduzi desta forma:

"Por que você nunca fica feliz?
Se desfaz em pensamentos...
Eu vim rezando por você
Por que você não corre
na chuva e brinca e
Deixa que as lágrimas caiam
e te molhem inteira? "


Oubrigado pelas palavras, e por ter mr feito recordar esta canção tão bonita, assim sem explicação, sem um motivo palpável, óbvio ou latente...



Beijo.
=)

Eu e outras de mim disse...

Ei, Marla, vida longa aqui e aí!
Como já disse outrora, espero como os outros o concreto em minhas mãos para poder sentar na rede com a brisa e saborear tuas palavras...
Como já disse também, ler você é um deguste...sempre
Aqui, destaco um trecho de um dos textos que mais saboreio (Véspera):
(...)
E eu vou inventar uma madrugada eterna pra quando você tiver que ir embora no dia seguinte.
E você vai inventar um domingo que vai durar pra sempre porque tenho preguiça das segundas-feiras.
(...)

Obrigada por este cardápio, querida!

diovvani mendonça disse...

Parabens, ao seu baby morena. Que ele cresça forte e vigoroso. Que você continue com seu SOL-riso nos iluminando a todos. Que você siga arremessando palavras-poemas aos quatro cantos do globo. Precisamos de sua verve sempre acesa. MontanhosoAbraçoDasGerais.

Juliana Pestana disse...

Você sabia que eu já tinha lido esse texto?! Gente, essa memória tinha apagado da minha lembrança. Eu não sei como, nem porquê, mas eu visitei seu blog assim que o criou. O fundo era aquele envelhecido e tinha esse texto. Eu amei! Daquele dia em diante passei a te ver com outros olhos porque fiquei tão sensibilizada - já desde início - com a tua escrita. Mto gostoso ter lembrado disso agora.
Parabéns por esse 1 aninho de blog. Parabéns por espalhar flores, risos, sol-de-risos pelos quatro cantos do mundo que te lêem.

E eu, em um pouco mais da metade de um ano já resolvi mudar a casa. Mas mudar mesmo... rs

Bjos meus. Com abraços calorosos daqueles que sempre damos.

Berlim.T disse...

caramba..e vcs ainda são bebes..
sempre soube que as crianças..
sabem mais e melhor do mundo..
e de todas as coisas..

parabens e obrigada..
continue sempre..
muito querida..

amo-te..

Anônimo disse...

Cheguei aqui desavisado, linkado por uma amiga (Paula Adianto) e me deparei com este texto simplesmente fantástico. Puro Jazz, absolutamente sincrônico, sincopado, e sintético. Harmonia total, empatia completa com um sentimento único e universal.
O louco é que ao lê-lo digo pra ti o contrário do que o título anunciou.

Parbéns por esse ano.