Páginas

domingo, novembro 12, 2006

Poema breve


E o amor que cabia num soneto,
só durou um haicai.
*
*
*
(Marla de Queiroz)

7 comentários:

Leandro Jardim disse...

Que se façam, de vez em quando, poesias cânones...

Linda!

beiJardins!

Paulo Vigu disse...

É ... às vezes o amor tem essa proporção. Às vezes ele chega e dura apenas um verso. Riodaqui / beijo em você / Paulo Vigu

Elenita disse...

e às vezes vc retira de mim coisas que eu nem conhecia...

obrigada, marlinha

um beijo =*

A czarina das quinquilharias disse...

os amores fazem isso, às vezes. :)
(olá coleguinha do MM!! hihihi)
bjo

Anônimo disse...

E o amor que cabia num soneto, só doeu um cai-hai!

Múcio Góes disse...

putz!!

que sufoco,
tudo sobre tudo
dito com tão pouco.

ah Marla, vc, sei nao...

BjoMar!

Sandra Regina de Souza disse...

Perfeito, Marla... agora quem ficou com inveja fui eu!!..rsrs... bjos