Páginas

quinta-feira, outubro 19, 2006

Sobre Danúbios e Ravel...

Foto: C. Salgueiro

Te(u) en-leio
e-mail às letras
doces, atrevidas,
palavras aladas
molhadas
de tua saliva.
Te aceito sim,
eu já sabia
agora espero
que teu vôo
sobre o há-mar
cure as feridas
da espera.

*(Desígnio lançado em papiro a espera da ilha que não voltou das profundas águas de março...)*

Ampla arde essa saudade
do que não fomos ainda
que linda tenha sido a nossa história
que mora no futuro
de tudo que somos agora.
*
*
*
(Marla de Queiroz)
*
P.S.: Que seja doce.
*

7 comentários:

aluisio martins disse...

è doce morre no mar... Te adoro

Anônimo disse...

Linda, como sempre!
Bjs
Juliana -BSB!

Dora disse...

É quase irreal uma saudade daquilo que não houve. Mas, quem disse que a realidade precisa estar no "real"? Mas, agora... o papiro, que "vira" e-mail... pode "rea-lizar" a história que mora no futuro.
Eita!! Que parece conversa de doidos...a minha...rs
Beijos, Marla!
Dora

Anônimo disse...

Arraso....DELUXE....DIGNO!!!!!

Beijo na sua boca!!!!

Borboleta verde no pólen...meu predileto ponto de luz e aconchego...embora eu minta quando o pólen esta ao meu lado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Amamos você!!!! T & J!!!!!!!!!!!!!!!!!!
DE acordo com o JU é Thelma & Julise - versão tabajara da Luise!!!!

Elenita disse...

linda...

Cássia disse...

Essa estrofe final me abriu o coração... só você para me fazer sorrir, mesmo quando estou chorando por dentro, né?!

Beijos, querida, e muito sol nos teus dias.

Múcio Góes disse...

Clap, clap, clap pros dois!



Ah, deixei um e-mailzinho no gmail, tá? :))

bom fds!

bjs!