Páginas

segunda-feira, outubro 23, 2006

MAR-RITMO


Foto: Adlia Campos
*
Enquanto espero por ele,
como uma deusa,
eu danço com meus demônios:
suada,
exalando feromônio
e ávida
por adrenalina, endorfinas e serotoninas
ou qualquer coisa
que faça vingar a nossa
rima.
E que transforme esse amor,
desencontrado do nosso mapa (astral),
na mais perfeita
química.
*
*
*
(Marla de Queiroz)

18 comentários:

Anônimo disse...

Marla, há dias tenho vindo aqui e te tenho lido e relido, incansavelmente. Estou fascinada, encantada mesmo, com este teu universo.
Torço intensamente por esse encontro que está por acontecer como se me dissesse respeito, crê.
E ouso pedir: deixa a gente te acompanhar sempre assim, por favor... É tudo bonito demais!

Com muito carinho,
Bjos
Yla.

Paulo Vigu disse...

Que as aulas de química fossem assim, aulas de vida,e toda rima vingaria. Grato por mergulho no Riodaqui/ 1 beijo aí / Paulo Vigu

Valéria disse...

fico pensando em que quimica será esta que impede os fins... ai ai
beijo

Anônimo disse...

Lindo...o RE - ENCONTRO!!
Dance na chuva e celebre...
Vai ser iNCRÍVEL. Já esta sendo...
Beijocas!!
AMO! Sempre! Hoje!
Sua borboletinha verde...

Elenita disse...

esse eu vou roubar...
vc sabe né? =)

AMO! =*

Jota Effe Esse disse...

Enquanto espero, sonho, e o sonho vai processando a química de que preciso para o encontro pleno. Meu beijo.

Anônimo disse...

Sou do partido da colega acima, nunca deixe de compartilhar conosco as suas inspirações, é tudo muito lindo de se ler....
Mais e mais vontade de vida pra vc!
Ju - BSB

Ricardo disse...

estranho esse papo de química em relação ao amor, entendo relacionar poesia com amor, mas química, e todo mundo faz isto, reclamo com meus alunos quanto a isto, tudo bem que nem de quimica nem de poesia vive o amor, a gente é que inventa estas coisas para fazer o amor sair do real que é o amor para virar uma equação química entre duas pessoas que se gostam ou uma licença poética entre duas pessoas que se querem. Mas o poema não deixa de ser bem bonito, gostei particularmente da rima sutil entre "suada" e "ávida".

meu paredro disse...

Poesia quente e morena, Marla.

Elenita disse...

vc tá lá no meu post de hoje...
amo você =*

Um beijo

nelson disse...

Química pura aplicada a poesia...é preciso ser extremamente "didático" para ponderar aí qualquer inadequação. Perfeito encaixe! Parabéns...

Loba disse...

Eita! Amor desencontrado do mapa costuma ser explosivo, menina!
Além do comentário do Nelson eu diria que é perfeito o encaixe dos hormônios e demônios!!! rs...
Beijocas

Ju disse...

Que delícia!

Beijos

Deia disse...

que demais!
vc sempre perfeita.
lindo dia
muitos beijos

Lubi disse...

Só você. Tinha que ser. rs...

Rayanne disse...

Borboletas elétrias sobrevoam as tuas possibilidades. Estás toda em precipício, com os pêlos eriçados tateando sussurros. Porque não há sensação mais mágica no mundo do que o momento antes do momento. O segundo estático que antecipa a explosão. Sabendo-te pela vibração da alma, Marlalinda.
**Estrelas**

moacircaetano disse...

Uau!
Sua química mexeu com meus hormônios!

Leandro Jardim disse...

Adorei esse também! Tu é boa mermo hein menina marla!