Páginas

quarta-feira, agosto 30, 2006

Vermelho Trêmulo...



Foto: Capitão Pio.

Tanto faz se faz tanto frio.
Ou se, lá fora,
a chuva obsessiva percorre seus caminhos verticais
e desliza pelo telhado pra nos espreitar pelas vidraças.
Aqui dentro, onde danço acesa
_(me)chamas_
e palavras líquidas encharcam nossos corpos de saliva
nessa eterna brincadeira que inventamos
de apagar labaredas com a língua...
*
*
*

(Marla de Queiroz)

*

7 comentários:

Rayanne disse...

Trêmula? Só se for a chama,
arfando, falta absoluta de ar.
E as coisas que se insinuam
as coisas que a gente acaba deixando o corpo falar...
Noite aberta
Lua clara
Corpo desperto
Nada, nada deserto...

**Estrelinhas, bela** ;o)

Lubi disse...

Vi no orkut um recado que você deixou pra Ju (isso mesmo, fuçando) e não contive meus dedinhos...
Muito bom tudo aqui, menina.
Beijo.

Anônimo disse...

Minha Diva!!!!
BeiJÔ JÔ boquiaberta.

Ju disse...

Moça, vc é puro encantamento. Engole minhas palavras com tua poesia =)

Beijos

Bela Caleidoscopica disse...

Marlarida-amada,
e quem é vermelho intenso? e se ao invés de brincar de apagar eu gostar de acender?
Como sempre linda poesia, lindas imagens sucitadas e mostradas.
beijos calorosos
ps: tem tarefinha pr'ocê lá no blog.

Su disse...

N tenho passado tempo aqui... muito e muito trabalho... to tao publica q cheguei ao ponto d estar a pensar em ter q acabar com o meu blog excessivamente publico agora... puts vida doida esta de cidade pequena... mas vim ler-te, e pronto, descobri q ja tinha saudades e n sabia!

Ma tu escreve bem mulher! Toda q vez q te leio, leio tudo e n canso! Vou sempre dizer q gosto de t ler... to a ficar repetitiva, acho q to cansada!

Vou nanar...

bj no coração

Arethuza disse...

Que lindas palavrass!!! lindo blog tb^^ que a poesia esteje sempre em ti....essa é a mais oura beleza...