Páginas

quarta-feira, agosto 23, 2006

Pra você.


Foto: isah

Eu também não queria que terminasse assim....Das sementes que plantamos nasceu esse girassol nublado...E quando as flores choram, as nuvens se assustam num grito de trovões...E eu sempre preferi o céu riscado por estrelas cadentes a relâmpagos...

(Então sejamos aquela ausência no outro que não dói. E um pedaço de lembrança boa...E mais um aprendizado, pra aumentar o pedaço.Porque minha memória só funciona pra enfeitar, nunca pra denegrir uma pessoa)

Marla de Queiroz
*
*
*
P.S.: Faz de mim, em tua memória, aquilo que lhe flor mais conveniente...Mas lembre sempre, por favor,que a simplicidade me custou tudo o que eu tinha.
*

6 comentários:

QuincasB disse...

a melhor saudade o tempo assenta

Rayanne disse...

Ei, Marla flor,

De novo a melancolia?
Olhar triste sobre águas passadas?
As flores crescem sob olhares novos,
O amor floresce em garoas mornas
E o coração esquece em tempestades novas.
Hei,
Acorda, sacode os sonhos do cabelo
Vem brincar na roda
roda viva
de viva cor.

**estrelas**

Bela Caleidoscopica disse...

"O que faz a lágrima? A lágrima nos universa, nela regressamos ao primeiro início. Aquela gotinha é, em nós, o umbigo do mundo. A lágrima plagia o oceano.", do nosso 'marido' Mia Couto. Sim, porque eu casava com ele até se ele fosse fanho!
E depois dela, flor, é abrir de novo esse riso lindo de inundar o mundo!
Montes de beijos
Bela

Mendoscopia disse...

Sempre tão intensos...
Agora lendo esse seu pedacinho me lembro que notei sua carinha triste ontem...
Be better!! Fiz uma homenagem a todos no meu blog.

bjos,

Ju disse...

Ah, q lindo!
Vou roubar =)

Beijos

thais disse...

Amei.....vou roubar....perfeito para....
Beijocas!!