Páginas

domingo, agosto 27, 2006

Da transmutação...ou adaptando Drummond.

Foto:isah

Eu não sabia, mas morava no seu mais profundo segredo
como alguém que rouba uma história que já tem dono.

Tinha cinco pedras na mão quando foi ao meu encontro...
Mas no meio do caminho, tinha uma flor.

(Marla de Queiroz)

6 comentários:

Rayanne disse...

No meio do caminho tinha uma Marlarida.
Aí as 5 pedras viraram borboletras
E brilhou no rosto um sol riso.

**estrelinhas**

Bela Caleidoscopica disse...

Marlarida-sol-ridente-do-meu-coração,
tava com saudade de vir aqui me embriagar de poesia.
E, olha, flores no seu caminho é só o que eu desejo!
Montes de beijos saudooooosos
Bela

Leandro Jardim disse...

lindaslinhas!

Cássia disse...

Isso dá um belo curta-metragem, sabia?

Beijos com amor.

Elenita disse...

Sorrindo...

bjos! =**

fravia uv's disse...

Uma cigana me contou que entre linhas, a da cabeça e do coração, mora a da intuição...
Tipof! (barulho de pedra caindo! rsrsrsrsrsrsrsrsrs)