Páginas

sexta-feira, março 03, 2006

Simplicidade



Eu queria poder desenhar algo que não esta casa com três pessoas ao lado de fora perto da árvore que ocupa quase todo o espaço da folha e aquelas nuvens gordas atravessadas por riscos que imitam gaivotas e sempre o mesmo azul no céu...

Nos meus desenhos infantis (que não evoluíram com a minha idade) nenhum dos meus personagens tinham os pés_ o que mais tarde alguém que dizia ter lido tudo sobre Freud desvendou pra minha mãe:
"Ela acha que todos os membros da família são pessoas incompletas..."
Nunca pensei que se tivesse que ler Freud pra descobrir uma obviedade dessas. Na época eu não entendi, hoje percebo que quando criança eu já possuía minhas pequenas sabedorias.
Tenho uma outra interpretação: talvez a falta dos pés fosse só uma forma de dizer que a incógnita pra mim eram os caminhos...ou, simplesmente,a dificuldade mesma que eu sempre tive para desenhá-los.

(P.S.: Você é tão permeado de angústias
e no entanto, tem tanta doçura no olhar
que mesmo se eu pudesse, jamais quereria te magoar...)


Uma sexta-feira prazerosa e inspiradora a todos!

2 comentários:

Anônimo disse...

Keep up the good work. thnx!
»

Anônimo disse...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»