Páginas

terça-feira, março 14, 2006

NUA


Eu lia. Lia Caio alternando com Clarice,revisitava também trechos da Ana C., da Hilda, e cadernos antigos com anotações soltas, sem um texto pronto pra ser dono...
Nua, o ventilador ligado, a lua me enchendo de apetites desordenados e eu lendo ávida, em cima da cama com o livro apoiado entre as pernas dobradas...
O bico do seio apontava pro trecho:


"(...)Ama-me. Embora eu te pareça
Demasiado intensa. E de aspereza.
E transitória se tu me repensas".


Nua...A literatura era o meu único adereço.

6 comentários:

mario cezar disse...

teus lábios -talsmãs acesos-tem as escrituras do vinho. teus seios -pérolas de mil sóis enfurecidos- alumiam as antigas cantigas de ninar

A. Jacú! disse...

E que adereço é a literatura né?

Mariana Braga disse...

Literalmente nua, contudo (gosto dessa conjunção) literariamente nunca...

Bonita foto
:)

Elenita disse...

meu deus... vc é linda.
e vou citar, e declarar, e proclamar... talento divino.

amo seu texto, amo você.

com toda a admiração do planeta,

Anônimo disse...

Very pretty site! Keep working. thnx!
»

Anônimo disse...

Great site lots of usefull infomation here.
»