Páginas

quarta-feira, março 01, 2006

Dicionário dos Corpos (trecho de carta)*


Foto Antonio Manuel Pinto da Silva
(...)Tenho medo de usar palavras pra falar de coisas essenciais. Elas nos limitam e podem, muitas vezes, ressecar o que antes era úmido e fértil. Então é com profundo silêncio que abrirei uma gavetinha da memória pra compartilhar nesse papel colorido um cheiro, um calor, algum momento. Não quero que a mente abafe com seus ruídos agudos o que é tão silenciosamente bom. Embora a saudade tenha seus ecos.

Mas como posso falar, sem que algo me escape, das digitais que permanecem no corpo que foi tocado demoradamente?! Como relatar os caminhos secretos que um beijo pode percorrer?! Da carícia tatuada, do calor que permaneceu depois do abraço, o que pode ser dito sobre eles?! Qual verbo desconhecido, qual palavra inédita relataria a sintonia, a sincronicidade de corpos que se unem explodindo em gozo?! Qual metáfora ainda não foi usada pra dizer do orgasmo vindo tornando finda a dor do desejo reprimido?!
Não, essas coisas não podem ser ditas, mas sentidas e compartilhadas naquele momento único e quase solitário. Coisas que cada um traz pra sua vida com uma maior ou menor importância.São vocábulos só existentes no dicionário dos corpos, pra compreensão dos gestos... Silenciosamente os corpos se entendem. O resto... O resto fica subentendido.

*(Esse texto já foi publicado no meu blog antigo).

7 comentários:

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Very pretty design! Keep up the good work. Thanks.
»

Anônimo disse...

Hey what a great site keep up the work its excellent.
»

Anônimo disse...

Where did you find it? Interesting read Senior term life insurance quote texas farm bureau auto insurance tarrant county Brandy taylor pornstar films what is tramadol Indiana circuit breakers power Reality fucking fat girls concerta junky Www legalsteroids com celebrex Cautions side effects wellbutrin diamorphine tramadol Tramadol carisoprodol addiction Thesis of a cruel angel ringtone land rover finance lesbian ribbing Asian and ebony lesbians Maintenance spec honda crv

Anônimo disse...

best regards, nice info Playstation 2 memory card data corruption adult product manufacturers sex toys Gay jocks video Austin lexus dealer Venlafaxine side effects Conferencing+software+video+web liposuction surgical procedures Black jack flashcards land rover service tools Nursing care of patient with cellulitis voip pro Jarrod miller car accident Baikalguide keyword percocet purchase automotive connector

Bruna disse...

Oi, tecelã de palavras (e sentires)!

E como é belo o teu tecer...
Venho sempre "sentir" aqui, mas acho q nunca comentei. "Sentir" porque pra mim teus tecidos provocam muito mais sentimentos, sensações... Poesia.

Impressão de que as "coisas essenciais" desse teu post são coisas da alma... Me lembrou um pedacinho daquele poema do Bandeira... A ARTE DE AMAR.

"As almas são incomunicáveis."


Escreve sempre, querida!
Beijos! :)