Páginas

terça-feira, fevereiro 14, 2006

E por falar em dor...


Foto Sig Pereira

"Olho muito tempo o corpo de um poema
até perder de vista o que não seja corpo
e sentir separado dentre os dentes
um filete de sangue
na gengivas."
(Ana Cristina César_ "A Teus Pés")

Quando a dor aguda crava suas unhas em meu pescoço
me atingindo os ossos e se espalhando pelo meu sangue feito um veneno,
Quando meu coração de tão confrangido explode feito
uma maçã na boca,
Eu peço à Palavra que me dê o seu poder de relatar ou inventar belezas
ou uma delicadeza qualquer que surpreenda e faça sorrir_
Como um hai kai escrito na pétala mais macia
da minha flor predileta
ou na minha lágrima mais gorda...

(Peço ao menos, um jeito seco e simples de encontrar consolo quando me afagam dizendo:“Vai passar, vai passar...”)

Quarta-feira é o dia mais neutro, mais libriano da semana...Não fosse esta Lua Cheia bagunçando os hormônios da gente.

3 comentários: